Prisma Auto Pecas

PECAS COM NOTAS E CADASTRO NO DETRAN. NEGOCIO SEGURO!

GUIA PARA COMPRA DO MONZA…

 

O Monza sofreu sua segunda cirurgia plástica para o modelo 1988 e, pelo menos dessa vez, a GM preservou seus consumidores e não lançou mão da malfadada estratégia da “Fase II”, que utilizara em 1985 (ver Monza, parte I). O carro recebeu pequenos retoques, como lentes retas nos faróis, nova grade, novo spoiler, nova grafia do painel, novos revestimentos, entre outras mudanças, mas todas como versão 1988. O Classic, por exemplo, vinha com lanternas traseiras diferenciadas, separadas por um aplique que passava por trás da placa. As rodas eram de aro 14 e a versão vinha completa de fábrica. Nesse mesmo ano a GM decreta o fim definitivo do Monza Hatch, quando o S/R sai de linha. monza

Aqui cabe uma curiosidade interessante. Houve a suspensão de um lote de exportação, que seria destinado ao mercado venezuelano. Os carros, inclusive, contavam com muitas peças fabricadas naquele país, que entraram por aqui em regime de “draw-back” (ou seja, só são importadas para serem montadas em carros destinados à exportação), como vidros, detalhes e… sistema de injeção eletrônica de combustível! Isso mesmo. Antes mesmo do lançamento oficial do Monza com injeção, em 1990, com a versão 500 EF, havia Monza Classic com injeção rodando no Brasil na mão de particulares. Os carros destinados à exportação que não dera certo foram adquiridos pelas concessionárias GM e vendidos a terceiros. Havia ainda Monza S/R com câmbio automático e injeção, que nunca foi apresentado oficialmente no Brasil. Há alguns desses carros ainda em circulação no Brasil, mas são bem raros.

Em 1990, aí sim é apresentada a versão 500 EF, nas cores vinho e verde escuro, em homenagem ao piloto Emerson Fittipaldi. Além de couro no interior, das faixas laterais adesivas e da cor exclusiva (apenas o verde escuro, pois a outra era de série), esta foi a versão que lançou oficialmente o sistema de injeção eletrônica na linha Monza.

Este seria o último ano em que o Monza apresentaria o mesmo desenho básico da versão alemã. Para prorrogar sua permanência no mercado nacional por mais alguns anos, a GM resolveu aplicar um face-lift na linha, que foi exclusivo para o mercado brasileiro. Na verdade na Europa o Monza (cuja denominação por lá era Ascona) estava ultrapassado e a Opel já estava em vias de apresentar outro modelo para substituí-lo, o Vectra (que aqui surgiu como modelo 1994).

Comprando um Monza usado

A compra de uma Monza dessa fase, assim como as primeiras unidades produzidas, depende muito mais do estado do veículo, propriamente dito, do que de defeitos inerentes ao produto e que poderiam estar presentes na hora da aquisição. Na verdade além dos cuidados que se deve ter com esses problemas intrínsecos, há o caso da idade avançada do veículo.

Entre os defeitos que poderiam estar presentes estão folga na caixa de direção e na cruzeta de ligação da coluna de direção com a barra de direção, nos modelos com regulagem de altura do volante, queima de óleo devido a problemas em retentores de válvulas, suspensão traseira arriada, escape vazando, problemas de trambulador e nos conjuntos elétricos do veículo. Com a idade, naturalmente a corrosão e o desgaste passam a fazer parte desse pacote.

O que não pode ser deixado de lado, nesse caso, é a relevância de algumas versões do ponto de vista de coleção, como os S/R, que nunca foram produzidos em grande quantidade e contavam com teto solar e bancos Recaro. A versão de “saída”, datada de 1988, é a única que conta com as mudanças introduzidas para aquele ano na linha, como as novas lanternas e faróis.

Outra versão rara é a S/R automática, citada no texto e que nunca foi comercializada oficialmente no Brasil, assim como as Classic com injeção pré-1990. Bom ressaltar que parte desses carros conta com cores diferenciadas e que também nunca foram lançadas no Brasil. Boa sorte!

fonte: http://www.webmotors.com.br

março 31, 2009 Posted by | MONZA - GUIA DE COMPRA | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

   

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.